Domingo , 19 Novembro 2017
Últimas Publicações
Home / Coluna da Fabi / As várias fases da mulher: Adolescência

As várias fases da mulher: Adolescência

Você já deve ter ouvido a seguinte frase: “Toda mulher é complicada”.

Bom, eu como mulher, tenho que concordar. Somos mesmo complicadas, mas não estou falando sobre temperamento, humor ou qualquer coisa do tipo. A mulher passa por várias fases durante a vida, fases essas que são sempre regadas de uma infinidade de hormônios. Por isso, que fica tão complicado.

Hoje, inicio uma série de artigos direcionados para a mulher. Vou descrever cada mudança que ocorre no corpo feminino em cada fase e propor exercícios para elas.

E a primeira fase é: adolescência.

Sim, a menina está virando mulher e é preciso prestar atenção nisso. Acompanhe comigo.

Antes mesmo de tornar-se mulher, o corpo feminino enfrenta uma revolução hormonal que demora um tempo para que a mesma consiga se acostumar com isso.

Vamos entender?

Na infância, o corpo das meninas é bem parecido com o corpo dos meninos. A única diferença que percebemos é o órgão genital de cada criança. Quando a adolescência chega, as diferenças começam a ficar mais aparentes.

Para as meninas esse processo de mudança começa acontecer por volta dos 11 anos. É possível observar alguns fatores como: desenvolvimento da mama, cintura mais fina, o quadril se desenvolve, começa o aparecimento de pelos nas axilas e na região pubiana, o útero aumenta, ocorre à primeira menstruação [chamada menarca], a vagina fica com a parede mais espessa, há uma maior irrigação sanguínea no clitóris, a voz fica um pouco mais fina e acelera o crescimento em altura.

Mas não são somente essas as alterações que podemos notar. Nessa fase, mãos, pés e nariz crescem, mas logo se estabilizam, os braços e pernas alongam-se e, também, crescem. Como essas mudanças costumam ser muito rápidas, é comum a adolescente demorar um pouco para se acostumar com a nova aparência e se sentir estranha.

Junto com a mudança no timbre de voz, vem o aparecimento de acnes. Nessa fase é comum que as meninas comecem a sentir um pouco mais de vergonha e dar uma atenção maior a imagem corporal.

Vivemos hoje uma era digital muito rápida e eficaz onde a mídia ganha um papel de destaque na nossa vida. A imagem corporal ganha muita importância devido a grande influência que sofremos dos meios de comunicação. Para os adolescentes que estão vendo seu corpo mudar e muitas vezes estão se sentindo esquisitos com isso, a imagem corporal imposta pelas propagandas pode ser a causa de um problema.

Como citado anteriormente, com inúmeras mudanças corporais, as meninas passam a sentir um pouco mais de vergonha e a sensação de se sentir ridículo aumenta. É nessa fase também que nota-se uma perspectiva mais crítica com relação ao outro. Observa-se uma grande necessidade em ser diferente e quebrar as regras estabelecidas. Por isso é importante estar sempre disposto a conversar com a ‘menina-mulher’ e fazê-la sentir que não há nada errado com sua aparência e que é preciso se aceitar como é.

Você deve estar se perguntando o que os exercícios podem fazer para os adolescentes nessa fase. Pois saiba, que a atividade física ajuda e muito nesse período.

Vamos entender como.

A atividade física aumenta a autoestima e faz com que a adolescente possa passar a conhecer o próprio corpo. Sem contar que ela é essencial para estimular hábitos saudáveis, e os pais têm um papel essencial nisso.

Estima-se que a obesidade atinge 20% dos adolescentes brasileiros e esse número aumenta gradativamente. Por isso que quanto mais os pais incentivarem os filhos a se exercitarem e a terem hábitos saudáveis, melhor para eles.

Mas não é só isso. A prática de exercícios promove o relacionamento social e a independência quando praticado em grupo. Melhora a postura e a disciplina, além de auxiliar na composição corporal reduzindo o percentual de gordura. Ter o hábito de se exercitar também leva ao aumento da força, agilidade, flexibilidade, resistência muscular e melhora as condições cardiorrespiratórias. Sem contar que uma adolescente ativa tem menos chances de se tornar uma adulta sedentária.

Para essa fase eu indico o Pilates. Como dito anteriormente, a era digital é rápida e predominante na vida da maioria das adolescentes, ou seja, além de ajudar na mudança da composição corporal, na coordenação, agilidade, o método também proporciona um grande avanço no realinhamento postural. Aliviando assim possíveis dores causadas pelo mau uso de celulares, tablets e computadores. Sem contar que as modalidades de Pilates em suspensão proporcionam melhora no equilíbrio, força e geram um grande momento de descontração durante a aula.

Se você tem uma adolescente na família, tenho certeza que irá olhar para ela com outros olhos. Acolha com carinho e aconselhe com amor. E, se possível, curta muito todos os momentos, pois a fase passa rápido.

Eu volto no dia 11 de setembro com outra fase da mulher. Não percam!

Sobre Fabi Matos

Fabiana Nunes de Matos Bueno é graduada em Educação Física e trabalha como personal trainner ministrando aulas de pilates e funcional em seu estúdio.

Confira Também

Os irmãos Adriana e Eduardo Massucci

Odontologia

A evolução tecnológica trouxe para o Odontologia uma grande melhora, no sentido de os tratamentos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *