Quinta-feira , 21 Setembro 2017
Últimas Publicações
Home / Variedades / Comportamento / Brasileiro se encontra com Papa Francisco para entregar o incenso Misericordiae

Brasileiro se encontra com Papa Francisco para entregar o incenso Misericordiae

Empresário criou o produto especialmente para o Santo Padre

“Eu tenho os meus sonhos. Porém, os planos de Deus são outros. E os planos do Altíssimo são melhores e sempre superam as nossas maiores expectativas”, disse o sanjoanense Martinho Oliveira Rocha da Silva antes de viajar para Roma [Itália], para explicar que gostaria de ter uma audiência na sacristia da Igreja de São João Latrão com o italiano Monsenhor Guido Marini, responsável pelas celebrações litúrgicas do Santo Padre, para expor seu trabalho como evangelizador.

A frase diz tudo. O sanjoanense conseguiu muito mais que poderia sonhar. Encontrou-se com o Papa Francisco na manhã de quarta-feira, 09 de dezembro, na Praça de São Pedro, durante uma audiência que o pontífice concede a poucas pessoas após celebrar a missa.

“Tive a benção de conversar com o Papa Francisco, falar do incenso Misericordiae e entregar os presentes. Mas disse que o principal motivo era falar da África. Mostrei fotos e apostilas e ele olhou tudo com muita atenção e carinho”, conta.

IMG-20151210-WA0019

Falou que a origem do incenso era da África, local que “estive diversas vezes e como podemos ajudar estes tão sofridos irmãos e irmãs que vivem numa das regiões mais pobres deste nosso sofrido planeta”.

Martinho viajou à Itália para entregar o ‘Misericordiae Incensun’, incenso criado e confeccionado por ele, que o papa usou na terça-feira, 08 de dezembro, para abençoar e santificar a abertura oficial da ‘Porta Santa’ para o ‘Ano da Misericórdia’, que terminará em novembro de 2016, com a Festa de Cristo Rei, que encerra o ano litúrgico católico.

Antes da audiência, o brasileiro entregou o Misericordiae na sacristia da Igreja de São Pedro nas mãos do Monsenhor Guido Marini, durante a missa de domingo, 06 de dezembro, e para sua surpresa, recebeu um convite para se encontrar com o Papa Francisco três dias depois.

Sobre o tempo de duração da conversa, o sanjoanense diz que “é uma resposta complicada. Podem ter sido dois minutos ou 30 segundos. A gente perde a noção. O tempo cronológico não faz sentido. Posso afirmar que foi tempo suficiente para eu falar o que era preciso”.

O empresário diz também que “ele [Papa Francisco] ouviu tudo com muita atenção e muita calma. Ao final, falei que era portador de muitos pedidos de benção e graças e de um afetuoso abraço que pela circunstância eu estaria impossibilitado de dar. Portanto, improvisamos um coração para representar a benção para todos os brasileiros. Ele se divertiu muito com a brincadeira”.

De Roma, o brasileiro agradece. “Muito obrigado a todos que me acompanham nesta peregrinação e orarem por este momento que é de todos nós. Viva Nossa Senhora Aparecida! Viva o Papa Francisco! Que o bálsamo da misericórdia de Deus possa tocar o coração de vocês”.

Martinho Rocha concede entrevista ao vivo para a TV Canção Nova, nesta sexta-feira, 11 de dezembro, às 19h, horário de Brasília.

IMG-20151210-WA0020

Misericordiae Incensun

O nome dado ao incenso surgiu com a divulgação da Bula Papa Vultos [Documento do Vaticano], redigido pelo pontífice para instituir o Ano Santo.  A inspiração traduz o que diz a Bula.

“A misericórdia de Deus é para todas as pessoas, sendo elas, crentes ou não ou mesmo para as que estão afastadas do Senhor. O bálsamo da misericórdia é para todos independente de religião ou nacionalidade”, comenta o sanjoanense.

Martinho de Oliveira Rocha da Silva estudou na Bíblia o evangelho [Jo,12, 3], que narra o ‘Perfume de Nárdalo’, passagem que Jesus Cristo visita a casa das irmãs Maria e Marta, e a primeira  lava os pés do Senhor com bálsamo perfumado e os enxuga com os próprios cabelos.

“O rosto do Filho de Deus tem essa misericórdia. Quebrar o orgulho e oferecer sempre o nosso melhor. Maria para com o trabalho para servir o visitante em sua casa” e que “o aroma do Líbano é doce e é nessa doçura que tem que se espalhar o perfume da misericórdia de Jesus Cristo”.

Sobre Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Confira Também

IMG-20160114-WA0021

Fran Falsetti e Rick Bueno curtem férias no Uruguai

Os inseparáveis amigos Francisco Falsetti Xavier e Henrique Mandeli Bueno viajaram para uma aventura de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *