Tecnologia

Brincadeira digital

Da mesma maneira que a educação evoluiu da escrita do giz no quadro negro para a era da informática, as tradicionais brincadeiras infantis como pular amarelinha e elástico, pega-pega, esconde-esconde, andar de carrinho de rolimã e soltar pião também.

Quando iríamos imaginar que uma criança ou adolescente fariam desenhos de forma digital? Por mais incrível que pareça, nessa era de informática ágil e eficiente, isso se tornou uma realidade mais que possível.

E esse é o dom artístico de Thiago Pedrini de Oliveira, 15, filho do empresário Ivan Ricardo de Oliveira e da professora de Educação Física, Estela Pedrini.

“Sempre desenhei no papel. Mas recentemente estou desenhando mais no IPad porque é muito mais rápido e mais fácil para fazer desenho”, conta ele.

Cursando o 2º ano do Ensino Médio, quando criança não era muito de brincar na rua, pois o adolescente é uma pessoa tranquila.

“Pratiquei alguns esportes em academias como natação e karatê. Às vezes, vejo nas ruas crianças empinando pipa, jogando futebol e andando de bicicleta, mas fico preocupado com a segurança delas”, comenta.

A paixão pelos desenhos surgiu na infância. “Eu era bem pequeno e já desenhava no papel, mas não sei exatamente quando ela se iniciou. Ganhei celular e tablet entre 11 e 12 anos e aos 15 comecei a fazer desenhos digitais”.

As inspirações artísticas variam de um desenho para outro. No entanto, o que Thiago Pedrini de Oliveira mais gosta de desenhar são personagens de quadrinhos.

“Sou um grande fã dos quadrinhos da DC e Marvel Comics. Por isso, utilizo seus personagens em minhas criações, para mostrar por meio de meus desenhos, imagens de esperança que os heróis trazem”, explica.

Thiago Pedrini de Oliveira nunca fez uma exposição de seus trabalhos. “Já fiz muitos desenhos, mas até hoje, nunca participei de nenhuma exposição”.

Sobre seguir nessa carreira artística diz que adoraria trabalhar na área.

“Apesar de me sentir muito criativo e feliz com esse trabalho, eu tenho certas dúvidas em relação à parte financeira”, finaliza o estudante.

Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Close
Close