Quinta-feira , 21 Setembro 2017
Últimas Publicações
Home / Colunistas / DIÁRIO DE INTERCÂMBIO

DIÁRIO DE INTERCÂMBIO

O que tem para o almoço?

As comidas típicas britânicas

Comer. Rezar. Amar. Há quem não reze, há aqueles que juram que não amam nem são amados, mas uma coisa é certa: todos nós comemos. Comer tem significados diversos em culturas diferentes e, principalmente, para pessoas diferentes, mas une a todos em atos que se dão de forma corriqueira ou demorada, que envolve grandes preparações ou apenas retirar do freezer e levar ao micro-ondas. Por aqui, também.

O Reino Unido nunca foi, no geral, conhecido como grande centro gastronômico e, apesar da má impressão que têm passado nos últimos anos, hoje é possível comer razoavelmente bem em Londres, mesmo as ilhas continuando a não ser referência em sabor ao redor do mundo.

Vale dizer que há diferenças entre cada um dos países do Reino e, muitas vezes, algumas diferenças na preparação dos pratos, além de ‘quitutes’ mais regionalizados do que outros.

Minha intenção não é, nem de longe, esgotar o assunto. Falo hoje sobre quatro receitas razoavelmente comuns em todo Reino Unido, mas marcadamente na Inglaterra: o fish and chips, o full english breakfast,o sunday roast e os cornish pasties.

O fish and chips, isto é, peixe com batatas fritas, é, provavelmente, a comida mais reconhecidamente britânica que exista. Muito comum nos pubs hoje em dia, o prato tem origem operária no século XIX e foi por muito tempo a refeição que era comprada pronta e levada para a casa, por excelência. Geralmente vinha embalada em um jornal antigo [costume que caiu com o tempo, por questões de higiene, apesar de alguns lugares usarem guardanapos que imitam jornais].

O prato costuma ser preparado com bacalhau empanado com uma mistura que leva cerveja, sendo frito por imersão, com batatas fritas, molho tártaro e purê de ervilhas. Particularmente, é o que mais gosto.

Outra comida reconhecidamente tradicional nos pubs nos almoços de domingo bem como nas casas das famílias britânicas são os chamados sunday roasts, ou seja, os assados de domingo, em tradução literal. O prato consiste em uma carne assada [geralmente de vaca, mas há várias possibilidades, como frango e cordeiro] e é acompanhada por vegetais cozidos, batatas assadas ou em purê, os pudins de yorkshire e o molho da carne com um pouco de vinho tinto, chamado de gravy.

E logo ao acordar? O que comem os ingleses pela manhã? Tradicionalmente o café da manhã britânico, popularizado na Revolução Industrial, é bastante diferente do que estamos acostumados no Brasil [pão, frios, leite, sucos e frutas] e consiste em uma refeição bastante reforçada.

Apesar de hoje em dia, no quotidiano, muita gente optar por um café com suco, cereais e pão, não é raro encontrar o café da manhã inglês em diversos restaurantes e lanchonetes, às vezes servidos ao longo de todo o dia. Também, pudera o full english breakfast, como é conhecido por aqui, inclui ovos, bacon, salsicha, pão, feijão cozido [que, diferente do nosso, é adocicado] e cogumelos. É, no mínimo, bastante substancioso.

Finalmente, temos os Cornish pasties, ou seja, pastéis da Cornualha. A Cornualha é uma região do sul da Inglaterra e os pasteis acabaram se popularizando em vários lugares do Reino Unido, apesar de ainda serem mais comuns no interior da Inglaterra. Feitos com uma massa parecida com a da nossa empada, um pouco mais grossa, o tradicional tem formato de meia lua e, geralmente, são recheados de carne picada, cebola e batata.

A ideia, em sua origem, era garantir bastante energia para o trabalho, principalmente daqueles que trabalhavam em minas de cobre e estanho. Hoje, há sabores variados e influenciados por diversas culinárias, como por exemplo, um recheio bastante gostoso de frango thai.

Animados para comer algo da tradicional cozinha britânica? Se não, não se preocupem. Em cinco meses aqui, também não estou na fila dos mais entusiastas – mas, nos dias mais chuvosos [bastante frequentes] uma feijoada não seria nada má.

Bom final de semana e até a próxima!

Pratos

Cornish pasty com seu recheio tradicional de carne, cebola e batata: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5b/Cornish_pasty_-_cut.jpeg

Fish and chips: http://howtofeedaloon.com/wp-content/uploads/2014/04/fish_chips_feature.jpg

Sunday Roast: http://www.eightsouth.co.uk/wp-content/uploads/2014/02/paradise-sunday-roast-lamb1.jpg

Full English Breakfast: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6c/English_breakfast_2.jpg

 

Sobre Matheus Marchiori dos Santos

Matheus Marchiori dos Santos, 20, cursa o terceiro ano de Direito da USP [Universidade de São Paulo] – Largo São Francisco e está Londres [Inglaterra], fazendo um intercâmbio de seis meses na King’s College London – The Dickinson Poon School of Law. Neste período, fará estudos de LL.B [Bacharelado em Direito] e também será correspondente da O Pólo, relatando quinzenalmente em diário online com artigos e vídeos temas como atualidades e acontecimentos em Londres, calendário cultural, estilo de vida, dicas de viagem, curiosidades e burocracia para estudar fora do Brasil.

Confira Também

20160430_135456

DIÁRIO DE INTERCÂMBIO

O que Londres me ensinou Em menos de uma semana vou embora de Londres. Ainda ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *