Quarta-feira , 22 Novembro 2017
Últimas Publicações
Home / Coluna da Fabi / Educação Física: um breve relato

Educação Física: um breve relato

Foto: Otávio Bueno

Depois de muita luta, o Conselho de Educação Física foi criado em 1º de Setembro de 1998. Então, sempre digo que minha profissão ainda ‘engatinha’.

Por isso, entende-se ter sido uma vitória, já que na época os profissionais atuavam prioritariamente em unidades escolares, os cursos serem exclusivamente de Licenciatura e os currículos voltados essencialmente à formação de profissionais para atuarem no ensino formal. Historicamente, a área era responsável por oferecer especialistas para um mercado pré-determinado: a escola.

Quem opta por Educação Física deve estar disposto a estudar sobre o corpo humano, pois é preciso ter conhecimento nas áreas de anatomia, fisiologia, biologia, desenvolvimento humano e desenvolvimento motor para orientar crianças, jovens e adultos em diferentes tipos de atividade física.

O Bacharel em Educação Física pode atuar como preparador físico, treinador, gestor ou professor em academias, clubes, empresas e clínicas de reabilitação. Também pode atuar com dança e atividades rítmicas. Já quem cursa Licenciatura está habilitado a ser professor da rede pública e particular na educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.

Hoje em dia, as faculdades dão a opção de se formar tanto em Bacharel como em Licenciatura. O aluno pode escolher um ou outro ou estender os estudos e se formar para os dois. Apesar de ‘engatinhar’, a profissão vem ganhando muito espaço. As pessoas tomaram mais consciência da importância dos exercícios físicos para a melhora da saúde, bem-estar, reabilitação e manutenção da forma física.

Para mim, a atividade física começou a ganhar espaço na minha rotina quando entrei para aula de jazz. Eu ainda era uma criança, mas tornei o hábito como um compromisso e um estilo de vida.

Após 10 anos de dança, chegou a hora de escolher a faculdade que eu iria cursar. Com as inscrições dos vestibulares nas mãos, fiquei em dúvida entre Educação Física e Jornalismo – e é até engraçado escrever isso aqui -. Mas os anos de palco me fizeram ficar com a primeira opção.

Assim que o curso começou, eu iniciei estágio em academias com aulas de ginástica e musculação. Mas logo conheci os benefícios da hidroginástica e natação e, então, passei a atuar nessa área também.

Me formei em 2004 e comecei uma Pós Graduação no ano seguinte. Em 2006, fiz meu primeiro curso de Pilates e já me apaixonei pelo método logo nas primeiras aulas. Abri meu estúdio em outubro do mesmo ano, apenas com aulas de matpilates [sem aparelhos]. Em 2007 abri um estúdio completo.

Meu objetivo é implantar atividade física como hábito na vida das pessoas. Acabar com o sedentarismo, possibilitar momentos de alegria e um encontro de cada pessoa consigo mesma, aliando mente e espírito.

Desde que abri meu estúdio, me dedico a me atualizar através de cursos e palestras, me aprofundando, nas áreas de pilates, treinamento funcional e corrida.

Finalizo com algumas frases de Joseph Pilates, que para mim servem como um lema. A primeira é fundamental:

“Se aceite da forma que você é”.

Durante a prática de atividade física ressalto a seguinte frase:

“É estar presente concentrado e não distraído. É a mente que esculpe o corpo”.

E para a vida ressalto a seguinte:

“Não interessa o que você faz e, sim, como você faz.”

Até semana que vem!

Sobre Fabi Matos

Fabiana Nunes de Matos Bueno é graduada em Educação Física e trabalha como personal trainner ministrando aulas de pilates e funcional em seu estúdio.

Confira Também

atividades_fisicas_mediz

Como sobreviver sem exagerar

O outono começou e chegou cheio de feriados. E além de serem bons momentos para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *