Colunistas

Elogio como presente

Por que é tão difícil para algumas pessoas aceitarem um elogio?

Aceitar um elogio significa muitas coisas.

Uma delas é aceitar que você realmente foi merecedor de tal elogio.

Outra coisa é valorizar e acatar a opinião de quem te elogia.

Sim, a modéstia é uma virtude, mas que, em excesso, pode te bloquear, fazendo com que você não acredite no potencial que tem.

Quando inseguros, tomamos uma posição de retaguarda diante de um elogio e isso pode chegar a ofender àquele que nos elogia, afinal, você demonstra duvidar da opinião alheia.

Pense. O elogio é o reconhecimento de algo que fizemos bem, por bem, ou simplesmente, algo que somos, e isso merece sim ser destacado, no caso, em forma de elogio.

Se você receber o elogio de forma moderada, equilibrada, isso só te fará bem, tendo que, a consequência de um elogio pode ser realmente benéfica.

O elogio é um incentivo. É como se dissessem: – “Continue assim!”.

A meu ver, é um sinal que estamos no caminho certo. Só nos cabe seguir melhorando a cada dia.

Em oposição, se receber um elogio de forma desequilibrada, às consequências poderão ser desastrosas.

Uma pessoa que ao receber um elogio se considera autossuficiente, pode ficar estagnada, acreditando não precisar mais melhorar.

É muito importante que nunca deixemos de pensar que o aprendizado não deve parar, e que, nunca saberemos tudo. E, ser humildes o suficiente para entender que nosso mestre pode ser qualquer pessoa que divida alguma experiência conosco, e que, o melhor aprendiz, é aquele com sede de aprender.

Um elogio sincero é um grande presente.

Seja grato ao recebê-lo.

Use-o como um impulso para crescer mais.

E, melhor do que receber, é oferecer.

Saiba elogiar também. Nada melhor do que alguém que sabe reconhecer o valor do outro. Somente uma pessoa sensível, desprovida de inveja e feliz é capaz de fazer um elogio sincero.

Ofereça um elogio hoje!

Tags
Mostrar mais

Rubia Wakizaka

Rúbia Mara Andrade Felisberto Wakizaka é guaçuana e há três anos mora em Lake Mary [Flórida]. É casada com o empreendedor Fabio Wakizaka e mãe de dois filhos, Ichiro e Kenzo. Fala inglês fluente, é artesã e culinarista. Nos Estados Unidos, trabalha na área digital como bloguer e youtuber, trazendo experiências do setor de craft, abrangendo técnicas de costura, bordado e crochê, por meio do seu canal ‘Faça-Você-Mesmo’.

Artigos relacionados

2 thoughts on “Elogio como presente”

  1. Oi,Rubita!
    Quem não gosta de receber um elogio,faz muito bem para quem recebe e para quem elogia.
    Quem recebe ,fica muito feliz, quem elogia, mostra ser uma pessoa muito grandiosa.
    Por falar em elogio,você merece muitos:inteligente,corajosa,amorosa,responsável,lutadora,
    e ainda lindíssima!
    Te amo!
    Sempre te seguindo!
    Bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Close
Close