Colunistas

Filhos na minha idade

Quando nos tornamos pais, um mundo totalmente novo e desconhecido nos é apresentado.

Em meio a choros que nos desesperam, fraldas nunca antes trocadas, num silêncio que invade nossa casa, nos encontramos muitas vezes sem saber o que fazer.

Não nos lembramos do que nossos pais faziam conosco nessa mesma idade. Nem sequer lembramos-nos de nós mesmos nessa idade!

Com o passar dos anos, algo incrível acontece!

Encontramos à nossa frente, nossos filhos, numa idade em que podemos nos lembrar da gente e que nem faz tanto tempo assim. Pelo menos é o que parece!

É realmente emocionante viver isso!

Muito do que acontece, fica mais fácil de entender.

Mau humor fora de hora, vontade de desbravar o mundo nesse minuto.

Pernas que se alongam numa rapidez extraordinária! Medos e sorriso bobos! Olhos que brilham ao imaginar um futuro ainda distante e cheio de promessas!

Diante disso, me pego pensando que mesmo depois de tanto tempo, ainda me pego assim, também sonhando. Me imaginava quando adolescente que aos 40 anos seria uma mulher muito bem resolvida comigo mesma, sem medos, sabendo exatamante tudo sobre mim.

Hoje, vejo o quanto permito me conhecer a cada dia, pois uma nova eu nasce a cada experiência que vivo. Uma mulher que sofre, pelo simples fato de ser mãe. E, pelo simples fato de ser mãe, a mulher mais corajosa do mundo, de uma forma que nunca poderia ter imaginado.

Me vendo através dos meus filhos, percebo o quanto perdi de tempo com coisas que não mereciam, mas o quanto aprendi perdendo esse tempo com essas mesmas coisas. Encontrei as respostas em mim. Me entendi, me perdoei.

Poderia ter feito muita coisa diferente, mas, consequentemente, isso me tornaria diferente do que sou. E que, o inevitável aconteceu: me tornei o que meus pais foram um dia pra mim.

Percebo o quanto o sonho nos move e o quanto a vida passa rápido, mas é capaz de ser brilhantemente longa!

Tags
Mostrar mais

Rubia Wakizaka

Rúbia Mara Andrade Felisberto Wakizaka é guaçuana e há três anos mora em Lake Mary [Flórida]. É casada com o empreendedor Fabio Wakizaka e mãe de dois filhos, Ichiro e Kenzo. Fala inglês fluente, é artesã e culinarista. Nos Estados Unidos, trabalha na área digital como bloguer e youtuber, trazendo experiências do setor de craft, abrangendo técnicas de costura, bordado e crochê, por meio do seu canal ‘Faça-Você-Mesmo’.

Artigos relacionados

1 thought on “Filhos na minha idade”

  1. Oi,Rubita!
    Linda matéria!
    Filhos,quanto aprendemos com eles!
    Eles são nossos melhores professores!
    Quando aceitamos os filhos como presentes de Deus,eles passam ser luz em nossa vida.
    O Lar é o lugar de Lapidação de Almas,e a ferramenta de lapidação mais importante são nossos filhos.
    Parabéns Rubita!
    Sempre te seguindo!
    Bjs!
    Te amo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close