ColunistasComportamentoSaúde

Gratidão é a arte de atrair coisas boas, inclusive saúde

A palavra gratidão tem sido muito pronunciada nos dias atuais e, especialmente, nas redes sociais. Normalmente é legenda de uma bonita foto que expressa felicidade. Por que será que este termo tem sido tão utilizado? Será um modismo ou de fato as pessoas têm exercitado mais a gratidão?

Entendo que não faltam motivos para ser grata, como por exemplo o fato de estarmos vivos, não é algo importante para agradecer?

Neste artigo gostaria de convidá-los a refletir sobre o sentido dessa palavra, bem como sua prática.

A propósito você já agradeceu hoje?

Já parou para pensar a quem você é grato e a quê?

De acordo com o neurocientista da Unifesp [Universidade Federal de São Paulo], Pedro Calabrez [2019], a gratidão é uma emoção que pode mudar nosso cérebro e descreve que existem três tipos de gratidão: a automática, a passiva e a ativa.

A gratidão automática é utilizada como um recurso de linguagem, a exemplo da palavra obrigado.

Já a passiva, ocorre em momentos pontuais e importantes durante a nossa vida e expressa o verdadeiro sentimento, por exemplo, quando a pessoa é aprovada no vestibular, o nascimento de um filho, quando se conquista algo que almejou, entre outros.

Na gratidão ativa, o indivíduo muda de postura, passa a exercitá-la no seu dia a dia, e tem outra visão sobre os acontecimentos, reconhecendo o real valor dos pequenos detalhes.

Calabrez [2019], afirma que indivíduos que exercitam a gratidão ativa, se beneficiam em todas as esferas da vida, pois o cérebro muda e essas mudanças resultam em bem-estar. O exercício da gratidão estimula o sistema de recompensa do cérebro, através da liberação do neurotransmissor chamado dopamina, que aumenta a sensação de prazer.

Esses estudos comprovam também, que pessoas mais gratas são menos ansiosas, tem menos medo, angústia e sentimentos de raiva e consequentemente menor índice de doenças cardiovasculares como: hipertensão, AVC e infarto. Assim, quanto mais exercitamos a gratidão e nos distanciamos da reclamação, teremos mais qualidade de vida física e emocional, pois, foi constatado cientificamente que a ‘gratidão’ é sim um ingrediente indispensável para que a felicidade ocorra.

Sugiro um exercício diário que é a prática das três bênçãos. Escreva diariamente três motivos pelo qual você é grato e o porquê, embora, essa ferramenta pareça simples foi desenvolvida por estudiosos da psicologia positiva, os quais comprovaram sua eficácia. Utilize esse e outros exercícios de gratidão como ferramenta, pois, de fato agradecer é transformador.

Se há vida, há esperança de dias melhores, portanto, te encorajo a exercitar seu cérebro com mais gratidão e menos reclamação.

Como disse Gandhi:
“As nossas crenças se transformam em pensamentos.
Nossos pensamentos se transformam em palavras.
Nossas palavras se tornam ações.
Nossas ações se tornam hábitos.
Nossos hábitos se tornam valores.
E os nossos valores revelam nosso destino”.

Agradeço à Deus pelo dom da vida.

Gratidão pela minha família, amigos, clientes e parceiros.

Desejo a todos um ano maravilhoso.

Um forte abraço em nome de toda equipe da Clínica Bem-Estar.

 

Referências
MÁRCIA Gratidão: 101 motivos para agradecer; 1 edição – Versão Beta. Plenitude Soluções Empresariais, 2016.
https://www.youtube.com/watch?v=sWXbO5YpZQg&t=2s Gratidão e o Cérebro, Pedro Calabrez – NeuroVox 034, acesso em 10/12/2019.

Patrícia Galo Firmino – Psicóloga Clínica, terapeuta familiar, casal e individual. Pós-Graduanda em Terapia Familiar e de Casal pela UNIFESP, Especialista em Aconselhamento Cristão e Pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior. Ministra palestras e cursos para pais, educadores e profissionais.

Tags
Mostrar mais

Clínica Bem Estar

A clínica Bem-Estar existe há mais de 20 anos e foi idealizada pelas psicólogas Silvia Gonçalves Compri e Irmã Lais Soares. Atualmente, a equipe é composta por quatro profissionais: Ana Lúcia da Costa Rafael, Adriana Pereira Rosa Silva, Flávia Lima Morgon e Patricia Galo Firmino. As psicólogas atendem crianças, adolescentes e adultos em sessões individuais, familiar e de casal, trabalhando na abordagem sistêmica, acreditando numa mudança paradigmática, onde os processos relacionais assumem significativa importância nos atendimentos e na evolução das pessoas que as procuram. Também ministram palestras, cursos para pais, professores e profissionais da área. Desenvolvem projetos sociais, consultoria e supervisões clínicas. A equipe tem como meta tornar-se um centro de referência em atendimento e formação na área da Psicologia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close