Quinta-feira , 21 Setembro 2017
Últimas Publicações
Home / Coluna da Fabi / HIIT: vamos treinar?

HIIT: vamos treinar?

Como prometido, deixo hoje minhas sugestões de treinamento para quem quer começar a praticar HIIT. Você sabe do que estou falando né?

O High Intensive Interval Exercise, ou melhor, o Treinamento Intervalado de Alta Intensidade, é assunto dessa coluna pela terceira semana consecutiva. Se você precisa se familiarizar com o assunto ainda, sugiro que clique aqui e aqui.

Hoje, encerro esse tema deixando minhas sugestões.

Você lembra que nos artigos passados foi mencionado que para ser considerado HIIT é preciso que o intervalo de exercício seja executado de 85% a 90% da frequência cardíaca máxima?

Pois bem, baseando nisso é possível constatar que não cabe a nós profissionais colocar em risco a saúde dos nossos alunos e/ou pacientes.

Para uma pessoa sedentária começar a praticar esse tipo de treinamento é preciso que a mesma, passe por um período de adaptação. Ou seja, algumas semanas de treinamento aeróbico e/ou treinamento funcional serão necessárias para preparar o indivíduo para treinar em alta intensidade.

Mesmo que inicialmente o treinamento não seja considerado HIIT, o importante é zelar pelo bem estar da pessoa. Nesse caso sugiro um treino aeróbico intervalado, onde você irá trabalhar abaixo do percentual sugerido pelo HIIT, mas irá adaptar seu corpo e condicioná-lo a chegar na alta intensidade que a modalidade propõe.

Como sugestão, proponho um treino que intercale corrida e caminhada. Por exemplo: 2 minutos de corrida intercalado com 2 minutos de caminhada durante 30 minutos. Assim que for se condicionando, o ideal é aumentar o tempo de corrida e depois diminuir o tempo de caminhada.

Quando sentir que esse treino está ficando fácil, aumentar o tempo total de duração do treino. Depois que passar por essas adaptações, você estará pronto para iniciar um treino intervalado de alta intensidade.

Assim como no HIIT, os treinos intervalados exigem um aquecimento inicial de 5 a 10 minutos em uma intensidade mais leve e na mesma intensidade quando o treino acabar.

Quando o treino de HIIT for iniciado de fato, sugiro que os intervalos de recuperação sejam sempre feitos em repouso.

Com o avanço dos treinos, o intervalo de recuperação pode ser ativo. Você pode fazer o mesmo exercício com uma intensidade menor ou outro tipo de exercício que não exija tanto do condicionamento aeróbico. Por exemplo: pedalar em intensidade rápida e executar abdominal no período de descanso.

Ainda falando sobre a progressão do treinamento, o tempo de duração do mesmo é muito importante. Inicialmente para se condicionar, você pode realizar esse treino durante um período curto no mesmo dia que faz treino funcional ou Pilates. Quando o tempo de duração do treino puder ser aumentado, sugiro que o HIIT seja treinado em dias alternados.

Para driblar a falta de tempo, a busca pelo emagrecimento e a monotonia na hora de se exercitar, o treinamento intervalado de alta intensidade é uma ótima escolha.

O HIIT se tornou uma ‘febre’ entre os praticantes por ser eficiente e trazer inúmeros benefícios. Se você é professor, assim como eu, ele traz uma ótima oportunidade para treinar nossos clientes. Seja para condicionar, emagrecer ou variar nossas aulas.

E, se você pensar bem, a maioria dos professores, dispõem de pouco tempo para treinar. Ou seja, o HIIT também pode ser uma ótima alternativa para nossos treinos. Pense nisso. Se você começar a praticar, me conte se conseguiu se beneficiar.

Tenho certeza que sim!

Na próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, é Carnaval e essa coluna será publicada na Quarta-Feira de Cinzas, 1º de março.

Fique atento, porque você não pode perder minhas dicas para driblar os excessos cometidos na folia.

Um beijo e cuidado para não rasgar a fantasia.

Sobre Fabi Matos

Fabiana Nunes de Matos Bueno é graduada em Educação Física e trabalha como personal trainner ministrando aulas de pilates e funcional em seu estúdio.

Confira Também

Foto: Lucas Góis

Consciência corporal e autocontrole

Na procura por uma atividade física que beneficie o corpo e a mente, o ser ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *