Quinta-feira , 21 Setembro 2017
Últimas Publicações
Home / Variedades / Comportamento / Lazer para ‘relaxar’ do trabalho

Lazer para ‘relaxar’ do trabalho

Foto: Otávio Bueno

O trabalho é uma das principais fontes de estresse do mundo atual, o que pode gerar diversas doenças e transtornos psíquicos. O estresse não é uma doença, mas um estado de tensão física, mental ou emocional, em que o organismo sofre reações químicas necessárias para lidar com as situações estressantes.

As tensões produzem efeitos colaterais e prejuízos quando as situações de estresse são contínuas e intermitentes. Com isso, o organismo passa a trabalhar exageradamente para superar estas tensões sem que haja intervalos de tempo, o que leva ao desgaste físico e emocional.

É importante para cada ser humano que trabalhe muito, encontrar recursos para lidar com o estresse, e assim, evitar futuras doenças e transtornos psíquicos causados pelo acúmulo de tensões.

O médico e especialista em Cirurgia Vascular, Pedro Luiz Suarez Castedo, 38, equilibra o excesso de trabalho com a sua qualidade de vida por meio de uma paixão de infância: andar a cavalo.

“Resgatei essa paixão com a intenção de buscar harmonia e encontrei no convívio com os cavalos a maneira de aliviar o estresse e tensão do dia a dia”, explica ele.

Estar com os cavalos, segundo ele, colabora também para interagir com a natureza e desfrutar de momentos de tranquilidade e paz.

“Escolhi a raça Mangalarga, que tem muita docilidade, o que permite que minha família esteja próxima de mim e aos poucos tenho envolvido minha esposa e meus filhos nesta paixão pelos cavalos”.

Pedro Castedo é graduado pelo Complexo Hospitalar Sorocaba da PUC-SP [Pontifícia Universidade Católica de São Paulo]. Fez parte da equipe do Samu-Sorocaba [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], durante o mesmo período.

Ele acredita que o mais importante é cada ser humano saber que aproveitar todos os aspectos da vida é o equilíbrio.

“Saber equilibrar a quantidade de trabalho, a atenção à família e o lazer é um desafio e tanto, que eu venho buscando cada vez mais em minha vida. Isso me faz refletir sobre como precisamos nos condicionar e exercitar nossos pensamentos, diariamente, trazendo esses três universos para um mesmo patamar. Caso contrário, a rotina acaba por desequilibrar tudo”, comenta.

O médico tem uma rotina pesada, de enorme responsabilidades com carga horária de trabalho em torno de 12h por dia e, que, aumenta nos períodos de plantão.

“Trabalho em Mogi Guaçu há seis anos e divido meus horários de trabalho entre a Santa Casa de Misericórdia de Mogi Guaçu, consultório particular, consultório em Campinas, Hospital São Francisco e Hospital Municipal de Itapira”.

De acordo com ele, o dia a dia nesta correria, traz consequências no âmbito físico e mental. “Trabalhar diariamente com a saúde e buscando o bem-estar dos outros é uma responsabilidade enorme. Na medicina, acabamos vivenciando situações que nos fazem refletir bastante sobre diversos valores da vida e em diferentes aspectos”.

Sobre Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Confira Também

Foto: Lucas Góis

As várias fases da mulher: adulta

Continuando com o tema: o exercício ideal para cada fase da mulher. Escrevo hoje sobre ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *