Sábado , 18 Novembro 2017
Últimas Publicações
Home / Cultura / ‘Minha vida, meus amores, meus encantos, meus valores’

‘Minha vida, meus amores, meus encantos, meus valores’

Foto: Lucas Góis
Foto: Lucas Góis
Foto: Lucas Góis

O título deste texto foi o escolhido pelo administrador de empresas, José Adauir da Silva, 70, para nomear o seu primeiro livro. O lançamento de ‘Minha vida, meus amores, meus encantos, meus valores’ acontecerá no domingo, 09 de julho, em um Salão de Festas de Mogi Guaçu e terá como convidados seus familiares e amigos.

“O lançamento deste livro foi planejado para comemorar os meus 70 anos de vida, que foram completados no mês de maio deste ano”, diz.

‘Minha vida, meus amores, meus encantos, meus valores’ tem como foco a autobiografia do autor e pensamentos sobre a vida e o mundo.

José Adauir conta que a ideia para escrever este livro é um sonho antigo.

“Nos anos 60, dizia-se muito que para ser homem ou mulher de fato, três coisas eram indispensáveis: plantar uma árvore, gerar um filho e escrever um livro”.

Ele relata que foi um leitor voraz e sempre se considerou incapaz de escrever um livro. Segundo ele, diante de tantas capacidades que viu nos autores que leu, escrever um livro se tornou um desafio a ser enfrentado.

“Iniciei-o há quatro anos. Não dominava o computador. Hoje sei o necessário, apesar de precisar de ajuda de meus filhos continuamente. Relembrar histórias de vida e dar uma forma sequencial e adequada foi muito difícil e para isso contei com a inestimável ajuda de minha filha Mayra que já é autora de três livros”.

Ninguém de sua família conseguiu ler o livro antes do lançamento. “Não deixei que minha esposa e meus filhos, exceto a Mayra, soubessem do conteúdo do meu livro. Foi outro grande desafio. Selecionar entre os muitos artigos publicados e os que deveriam constar em meu livro também foi uma tarefa complicada”.

“Não será um livro para venda. Será um presente para meus familiares e amigos. Outras pessoas que tiverem interesse, oportunamente uma livraria da cidade deverá vendê-lo e o valor arrecadado será destinado para instituições de caridade”.

O livro tem 212 páginas, entre textos e fotos, foi produzido pela Editora Porto de Ideias Ltda [São Paulo] e com uma coedição de 600 exemplares, sendo 300 para a Editora e 300 para o autor.

Família

José Adauir da Silva menciona que pretende com o livro transmitir para os seus filhos, netos, sobrinhos, sobrinhos netos e quem sabe um dia para os seus bisnetos, um pouco da história que viveu tão diferente da que vivem hoje.

“Quero lhes mostrar que para vencer na vida é preciso esforço, dedicação e amor ao que se faz. E se possível quero encantá-los pela leitura”.

De acordo com o autor, sua contribuição para a sociedade está tanto nos artigos que escreve sobre dependência química – a doença do mundo atual – como também nos temas que coloca para serem refletidos pelas pessoas.

“Penso estar dando minha contribuição para que tenhamos um mundo melhor”.

Há 20 anos, José Adauir e a esposa Aparecida Lurdes Dal´Bó da Silva são voluntários do Grupo Amor-Exigente, no auxílio a pais e educadores, para lidarem com o problema da dependência química e o alcoolismo, bem como para a prevenção desses males.

“Esporadicamente, escrevo artigos para jornais, principalmente sobre política, educação e dependência química. Também sou palestrante em encontros de casais ou em entidades interessadas na abordagem do assunto dependência químicas e alcoolismo”.

Para o futuro, não tem planos neste momento de escrever outro livro, mas diz que “é uma possibilidade que não descarto, talvez falando da dependência química”.

Histórico

José Adauir da Silva nasceu na zona rural de Congonhal [MG] em maio de 1947. É o segundo de uma família de 11 irmãos. Em sua terra natal, cursou o primário e, em seguida, dos 10 aos 17 anos, estudou no Seminário Nossa Senhora Auxiliadora de Pouso Alegre no qual se formou no ginasial e colegial.

Em meados de 1960, cursou Filosofia em Mariana [MG], no Seminário Maior São José. Na sequência, deixou o seminário após nove anos de internato, ao descobrir que não tinha vocação para o sacerdócio.

Nos anos 70 e 80, graduou-se em Ciências Jurídicas [Direito] e Administração de Empresas em Espírito Santo do Pinhal. Trabalhou como administrador de empresas no Grupo Chiarelli, foi microempresário e também Secretário de Administração da Prefeitura de Mogi Guaçu.

É casado há 43 anos com Aparecida Lurdes Dal´Bó da Silva, com quem teve cinco filhos: Thais, Érika, Mayra, Leandro e Leonardo, que deram ao casal cinco netos: Gabriel, Lucca, Maria Beatriz, Pedro e Valentina.

Diz que “tenho uma esposa maravilhosa, cinco filhos, cinco netos que são graças de Deus na minha vida”.

Como homem deste milênio, procura dividir responsabilidades com esposa, seja no sustento do lar, na educação de filhos e netos e, também, nas tarefas diárias da casa.

Católico, pede a Deus muita luz em sua caminhada, para que possa ser uma pessoa melhor.

Foto: Lucas Góis
Foto: Lucas Góis

Orelha

Livro: ‘Minha vida, meus amores, meus encantos, meus valores’

Editora: Porto de Ideias Ltda [São Paulo]

Tiragem: 600 exemplares – 300 [Editora] e 300 [Autor] Páginas: 212

Trechos do livro:

“Dizem que o homem é fruto do meio em que vive. Acredito nisto, mas também que, pelo livre-arbítrio, podemos fazer escolhas dos caminhos que quisermos trilhar e mudar os nossos comportamentos, dominar as nossas vontades e nos tornarmos pessoas melhores.”

Fui conhecido como uma pessoa cabeça dura, perfeccionista, séria, brava, exigente, até mesmo intransigente, mas também como uma pessoa honesta, inteligente, trabalhadora. Fruto do meio?

Quem sabe!

Um pouco, pelo menos. Reconheço que eu poderia ter sido melhor. A vida sempre nos ensina. Creio que melhorei com o passar dos anos.

Tentei na minha vida plantar boas sementes, sementes selecionadas, sementes especiais. Árvore boa dá bons frutos, diz o ditado popular. É o que espero. Penso que o mundo sempre caminha para frente e para o melhor e desejo que todos sejamos construtores de um mundo melhor”.

“Este não é um livro autobiográfico, mas contém parte de minha biografia. Meus irmãos mais velhos poderão ter outra versão para os fatos que narro e pode ser que a minha não seja a correta, mas foi como meus olhos enxergaram e como meu coração sentiu.

Foto: Lucas Góis
Foto: Lucas Góis

Busco legar aos meus descendentes, coisas que nem em sonhos eles pensam ter existido, mas que eu vivi. Aliás, os sonhos, aqueles que sonhamos acordados, são voltados para o futuro e não para o passado.

E é preciso ter sonhos que nos encantem e nos impulsionem. Gostaria de mostrar que eles estão vivendo um tempo maravilhoso, pleno de oportunidades, mas que, para sua realização e para que sejam felizes, terão que ter dedicação, esforço e amor pelo que fazem e pela vida.

A cada livro que leio uma nova porta se abre. A leitura me dá o prazer de me encontrar com o desconhecido, de viver tanto uma época passada como uma futura. Queria que meus netos e sobrinhos-netos também se encantassem pelos livros.

Mário Quintana, um autor por quem tenho me encantado, diz: “Livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas”.

Não tenho a pretensão de mudar o mundo com o que escrevi, mas se encantar aqueles que amo pela leitura, me sentirei imensamente feliz”.

Sobre Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Confira Também

Os irmãos Adriana e Eduardo Massucci

Odontologia

A evolução tecnológica trouxe para o Odontologia uma grande melhora, no sentido de os tratamentos ...

Um comentário

  1. Gostei muito da reportagem. Expressou bem o que consta do livro. Agradeço muito. Informo ainda que êste livro poderá ser encontrado na Loja New bio cópias, mais conhecida como loja da Celisa e do Renato na Rua Chico de Paula nº 420 à partir de 11/07/17 e a renda da venda será revertida para a Santa Casa de Misericórdia de Mogi-Guaçu-SP.
    Agradeço muito a oportunidade de divulgação de meu livro.
    Adauir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *