Domingo , 19 Novembro 2017
Últimas Publicações
Home / Colunistas / Minimalismo nas emoções

Minimalismo nas emoções

Foto: Rubia Wakizaka

Vivendo e aprendendo…

O controle das emoções é uma prática diária, que deve ser levada muito a sério.

Infelizmente, vamos vivendo o dia-a-dia tentando controlar a fome, o peso, o sono e o consumismo, mas acabamos por deixar um pouco de lado as nossas emoções. E elas são capazes de controlar nosso corpo.

Na semana passada, comecei, forçadamente, a praticar esse controle.

Há 20 dias atrás, decidi com a ajuda de uma profissional, remodelar meu blog. E, desde que tudo começou, mergulhei fundo e não descansei o necessário, a mente e o corpo. Sabe quando a cabeça não para de funcionar nem mesmo dormindo?

Pois, foram assim esses últimos dias.

Na semana da reinauguração, que também seria a semana do meu aniversário de 40 anos, me programei para fazer mais coisas do que eu mesma poderia fazer sozinha, e, quanto mais próximo do ‘grande dia’, mais ansiosa eu ficava, para que tudo saísse perfeito e no prazo.

E não é que meu corpo disse: ‘Para’.

Acordei com quatro herpes nos meus lábios!

Fiquei pasma! Isso nunca tinha acontecido antes! Uma ou outra sempre me acompanharam em momentos importantes da minha vida, mas quatro!

Diante do espelho, me pego admirada com a resposta que meu corpo me dava. Essa era a única forma que realmente me faria parar de fato, afinal, como vocês sabem, faço vídeos para o youtube e como gravar com o rosto assim?

E, então, fiquei uma semana inteira me dedicando exclusivamente ao blog [escrito] e me desliguei dos vídeos.

Fiz meditações e banhos relaxantes. Cuidei de mim de verdade.

E, então vi que na verdade, não programamos nada em nossa vida.

Tinha feito muitos planos, tanto para o blog, quanto para o youtube e, também, para meu aniversário. Ficou só o blog. Tive que eliminar o restante.

Claro que fiquei muito triste. Mas, ao mesmo tempo, muito feliz por ter aprendido, na marra, o quanto nosso emocional é importante, e que, se não nos cuidarmos, nada adianta planejar.

O mundo não vai parar se eu parar.

Parece uma frase tão óbvia, mas, muitas vezes pensamos ser verdadeira.

Pensamos coisas do tipo:

“Se eu não fizer isso, ninguém fará”.

“Se não fizer perfeito, não será bom o suficiente”.

“Todos precisam de mim”.

E esses pensamentos acabam com qualquer pessoa. Primeiro, porque não são verdadeiros, afinal, se você não fizer, qualquer outro fará – sim, não somos tão indispensáveis como pensamos! -, e, segundo, você coloca em risco sua saúde, nosso bem mais precioso.

E, já que estou iniciando o minimalismo na minha vida, atribuí também, o minimalismo nas minhas emoções.

Como disse no início, é um trabalho diário, que deve ser observado constantemente.

Vou deixar aqui, uma passagem da Bíblia, que uma amiga, carinhosamente, me enviou e se tornou um dos meus remédios:

“Portanto, nunca fiquem ansiosos por causa do amanhã, pois o amanhã terá suas próprias ansiedades. Basta, a cada dia, suas próprias dificuldades”, Mateus 6,34

Sobre Rubia Wakizaka

Rúbia Mara Andrade Felisberto Wakizaka é guaçuana e há três anos mora em Lake Mary [Flórida]. É casada com o empreendedor Fabio Wakizaka e mãe de dois filhos, Ichiro e Kenzo. Fala inglês fluente, é artesã e culinarista. Nos Estados Unidos, trabalha na área digital como bloguer e youtuber, trazendo experiências do setor de craft, abrangendo técnicas de costura, bordado e crochê, por meio do seu canal ‘Faça-Você-Mesmo’.

Confira Também

site01

Ansiedade, você já sentiu?

É interessante observar como a palavra ansiedade foi incorporada em nosso vocabulário cotidiano. O termo ...

2 comentários

  1. Alba Antonia de Andrade Felisberto

    Rúbia Mara!
    Vivendo e Aprendendo!
    Viver intensamente um dia de cada vez.
    Cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo,
    aproveitando o máximo em todos os sentidos.
    Acreditar, que Deus, sempre está no comando!
    Adorei sua matéria,você enriquece meus dias!
    Sempre ao seu lado!
    Bjs!

  2. Silvia cristina da Silva

    Rubia ja passei por isso… Pessoas agitadas e que têm o habito de querer fazer muitas coisas ao mesmo tempo, muitas vezes precisam de um susto (aconteceu comigo) para entenderem que cada cousa tem o seu tempo… Voce colocou muito bem a importancia de cuidarmos de nós diariamente!! Obrigada por me lembrar!! Vamos voltar… Olhar pra si e ver qual cuidado nosso corpo e mente está pedindo… Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *