Política

Mogi Guaçu recebe R$ 7,8 milhões do Governo do Estado

O governador Geraldo Alckmin [PSDB] liberou R$ 7,8 milhões para Mogi Guaçu. Deste total, R$ 6,3 milhões serão utilizados para a construção de uma nova escola no distrito de Martinho Prado Júnior e o restante de R$ 1,5 milhão para o recapeamento de ruas de Mogi Guaçu. A informação foi divulgada pelo prefeito Walter Caveanha [PTB], durante coletiva de imprensa na tarde de terça-feira, 16 de janeiro.

O chefe do Executivo de Mogi Guaçu conseguiu a liberação da verba em audiência particular com o governador Geraldo Alckmin, que aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, na segunda-feira, 15 de janeiro. Por mais de uma hora Alckmin e Caveanha conversaram.

“O governador assinou a liberação do convênio na minha presença, dos vereadores petebistas Rodrigo Falsetti e Thomaz Caveanha, que me acompanharam no encontro e, também, do deputado estadual Campos Machado, que foi o responsável por agendar esta reunião”, diz o prefeito.

Também esteve presente no encontro o secretário de Comunicação de Mogi Guaçu, Paulo Henrique Tenório.

Martinho Prado

Sobre a nova escola, Walter Caveanha diz que “é uma conquista muito importante para Martinho Prado e seus moradores, pois a escola deverá atender com mais eficiência os alunos que residem no distrito que hoje têm que recorrer a outras unidades escolares em Mogi Guaçu ou Conchal”.

No momento, a escola estadual ‘Professor Geraldo Sorg’ tem seu prédio compartilhado com a Secretaria de Educação de Mogi Guaçu e atende nos períodos matutino e vespertino 705 estudantes do ensino fundamental do 1º ao 9º ano e à noite 183 alunos do ensino médio.

“Porém, há estudantes do nível médio que recorrem ao ensino técnico em Mogi Guaçu ou frequentam salas de aula de ensino integral em Conchal, situado nas proximidades de Martinho Prado”.

Com a construção da nova unidade, o prédio terá 2,7 mil² e a escola contará com seis salas de aulas, outras seis salas de apoio que serão utilizadas para informática, laboratórios e biblioteca e uma quadra poliesportiva.

O processo de licitação para a obra da nova escola já está em andamento e segundo Caveanha, dentro de um ano ela estará concluída.

“A escola será construída na entrada de Martinho Prado, próximo ao centro esportivo e não prejudicará a praça. Com certeza melhorará a qualidade de ensino daquele local”.

Walter Caveanha informou ainda que “o projeto desta escola seguirá o mesmo padrão de construção de todas as escolas estaduais”.

“É, sem dúvida alguma, uma notícia que nos alegra, porque das vezes em que estive com o governador, fomos sempre contemplados com algum recurso”

Recapeamento

Para Mogi Guaçu, o prefeito Walter Caveanha conquistou junto ao Governo do Estado de São Paulo, à verba de R$ 1,5 milhão para o recapeamento de ruas da cidade.

“Com este valor poderemos recuperar algumas ruas da cidade. Estamos estudando quais são as principais vias que necessitam de melhorias o quanto antes”.

Walter Caveanha contou que o pedido de verbas para recape era maior, mas diz-se satisfeito pelo fato deste recurso já atender algumas necessidades mais urgentes.

“Nos últimos anos, graças também ao apoio do deputado e amigo de Mogi Guaçu Campos Machado, obtivemos R$ 7 milhões em investimentos para asfalto. Agora, mais uma vez fomos atendidos”, finaliza o prefeito.

 E Mais
Martinho Prado terá desinfecção final do esgoto e nova ETA

E outros investimentos em Martinho Prado Júnior também foram confirmados por Walter Caveanha. Além da construção da nova escola estadual, o distrito contará com o processo de desinfecção final no sistema de tratamento de esgoto doméstico.

“A ETE [Estação de Tratamento de Esgoto] necessitava desta etapa para lançar esgoto tratado ao meio ambiente com mais de 90% de pureza”, explica Caveanha.

A licitação foi realizada pelo Samae [Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto], que obteve R$ 390 mil de recursos a fundo perdido do Fehidro [Fundo Estadual de Recursos Hídricos], com contrapartida da autarquia de R$ 26 mil para a implantação. A empresa vencedora da licitação, cujo contrato já foi assinado com o Samae, terá seis meses para concluir a obra.

Outra conquista para Martinho Prado é a construção de uma nova ETA [Estação de Tratamento de Água], que vai substituir a estação compacta construída no final da década de 1970.

“Após 40 anos de uso, o Samae entendeu que seria necessário viabilizar uma nova ETA, mais moderna e com capacidade maior para oferecer água tratada à população daquela localidade. A autarquia estima que o sistema tenha um custo aproximado de R$ 2 milhões, no qual, serão custeados com recursos do próprio Samae”, conclui Caveanha.

 

Foto: André Pelegrino

Tags
Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close