Quarta-feira , 18 Outubro 2017
Últimas Publicações
Home / Colunistas / Mulher, tempo e autoestima

Mulher, tempo e autoestima

Tenho o privilégio de trabalhar com mulheres de diferentes faixas etárias, personalidades e estados civis. Donas de casa, empresárias, políticas, estudantes e profissionais liberais. Mesmo diante dessa diversidade, o objetivo final de cada trabalho é contribuir para o aumento da autoestima.

Em linhas gerais a autoestima é a capacidade que TEMOS e que nos PERMITIMOS de reconhecer o próprio valor. A ênfase que dou para os verbos ‘ter’ e ‘permitir’ é porque ao longo dos anos trabalhando com imagem pessoal, vejo o quanto um depende do outro, para que efetivamente se tenha um bom resultado.

Para a grande maioria das mulheres a dificuldade de manter uma autoestima elevada fica limitada pela correria do dia-a-dia, a acumulação de tarefas, o excesso de informações e padrões de beleza que lhe são apresentados como modelos, fazendo com que por muitas vezes acabe deixando para segundo plano os próprios sentimentos e necessidades.

As principais queixas são:

  • Deixar de se arrumar como gostariam;
  • Dificuldades de comprar o que realmente precisam;
  • Dúvidas para identificar o que gostam e o que realmente lhe caem bem;
  • Acumulo de peças desnecessárias no guarda-roupa;
  • Descontentamento com a própria imagem;
  •  Acabar vestindo-se sempre da mesma maneira;

Para essas e muitas outras dificuldades, algumas mudanças de postura e comportamento podem ajudar a elevar a autoestima e, assim, proporcionar bem-estar.

  • Celebre diariamente seus pontos fortes [características físicas e emocionais]. A partir do momento que passamos a dar mais importância para nossas qualidades, o que não gostamos passa a ter menos significância;
  • Desafie-se a se arrumar mais ou menos de uma maneira diferente;
  • Tire peças do seu guarda-roupa que você não usa, assim você ganha tempo para olhar apenas para aquelas que você se identifica;
  • Tente combinar suas roupas e acessórios de maneira diferente;
  • Troque a frase: “Não tenho tempo para mim” para “Como tenho pouco tempo para mim, farei agora”.

Sobre Joseanna Fagundes

Joseanna Fagundes é especialista em Imagem Pessoal e Corporativa há oito anos e Membro AICI [Association of Image Consultants International], órgão regulador da profissão. Também tem formação profissional de Especialização em Comunicação e Semiótica, Linguagem Corporal, Personal Stylist, Organização de Closet, Produção de Moda e Figurino, História da Moda, Etiqueta Social, Jornalismo de Moda, Análise de Cores e Consultoria para Noivas. Escreveu um E-book de Guia do Político com a jornalista Aurea Regina de Sá e é colunista para sites e revistas especializadas em Moda e Carreira e participa de programas de TV.

Confira Também

site454

Coletivo feminista propõe ações para ‘balada segura’

Na terça-feira, 29 de novembro, o Coletivo Educacional de Mulheres ‘Maria Lacerda de Moura’, que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *