EsporteGeral

O esporte como profissão

Leonardo Rodrigues diz que para ser um ‘campeão na vida’ é preciso ter dedicação, respeito e humildade

O esporte faz parte da vida humana há milênios e começou com o objetivo de trabalhar o corpo e a mente. Registros históricos mostram que a prática já era descrita por povos que viveram há três mil anos antes de Cristo. No entanto, os primeiros a organizarem o esporte como competição foram os gregos e também foram eles que deram origem aos primeiros Jogos Olímpicos. A partir disto, iniciaram as competições e o esporte passou a ter regras e consequentemente vencedores e perdedores.

“Fui atleta de alto rendimento por um longo período de minha vida. Hoje, eu pratico esporte para o meu engrandecimento pessoal e promoção da saúde como musculação e cross. Mas, o meu esporte é o karatê”, conta o ex-atleta profissional Leonardo Augusto de Almeida Rodrigues, 33.

Graduado em Educação Física pela Puccamp [Pontifícia Universidade Católica de Campinas], Leonardo Rodrigues tornou-se empresário no ramo de academias e é personal trainer.

“Iniciei no karatê aos nove anos. Acredito que o talento e a dedicação me levaram para os campeonatos muito jovem. Com 14 anos, eu já era faixa preta com inúmeros títulos de Campeonatos Paulista e Brasileiro e aos 17 anos fui para a seleção brasileira”.

Durante a carreira, o ex-karateca teve diversas lesões. Porém com muito esforço conquistou os títulos Sul-Americano e Pan-Americano.

“Competi até os meus 27 anos. Deixei de lutar para me formar e abrir minha academia. Foram enormes dificuldades durante a minha trajetória e todas superadas graças a Deus e aos meus pais”.

“Eu gostava muito de desenhos de luta e minha mãe praticava o karatê, o que me incentivou”

Leonardo Rodrigues afirma que o esporte e o karatê moldaram o seu caráter e, principalmente, no ser humano que é.

“A rotina de treinamento, dedicação, disciplina e muito foco te diferencia de algumas ilusões enquanto jovem. Por exemplo, as drogas e o álcool são modelos que não cabem na vida de um atleta”.

Cita de concreto como o esporte contribui na sua formação humana, o projeto de inclusão social com aulas de artes marciais em períodos integrais de escolas públicas de ensino fundamental.

“Tenho programas em Estiva Gerbi que já apresentam pontos positivos na educação infantil. É a educação trabalhando com o esporte. O esporte alinha a criança para a vida e os estudos, tirando-os das ruas e isto é muito importante no momento, porque agora o karatê se tornou modalidade olímpica”.

Empresário
Como profissional, hoje ele oferece saúde e bem-estar para as pessoas com um método dinâmico e diferente. Uma mistura de alto rendimento com promoção da saúde. “Incentivo e motivo todos os meus alunos e, assim, eles conseguem atingir os seus objetivos”.

Diz que para ser um ‘campeão na vida’ é preciso ter dedicação, respeito e humildade. “Não existe conquista sem luta. Faça tudo com vontade e muita garra. Não importa o quanto te batam forte, mas sim, o quanto você aguenta de pancada e continua lutando. Assim que se faz lutadores para a vida”.

O empresário comenta que o ser humano terá que fazer escolhas em todas as fases da vida e que a conclusão delas é que o levará ao seu objetivo final. “Só depende de você mesmo”.

Comenta também que o conhecimento e o estudo são a base de tudo, pois o reflexo da má orientação e a falta de informação, trazem consequências para o meio profissional e o pessoal.

“Para uma sociedade que já não tem segurança e infraestrutura, está muito ruim. Mas pior ainda, é a falta de informação para que possa corrigir isto. O mesmo acontece no pessoal. O sistema é falho por tentar ajudar a quem precisa ao invés de oferecer ferramentas de soluções para as pessoas”, conclui Leonardo Rodrigues.

Tags
Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close