Quinta-feira , 25 Maio 2017
Últimas Publicações
Home / Cultura / Paulistano decora entrada da casa com enfeites natalinos e incentiva sociedade a ‘alimentar a alma’

Paulistano decora entrada da casa com enfeites natalinos e incentiva sociedade a ‘alimentar a alma’

Novidade muda rotina do Bela Vista e pessoas podem doar livros

O empresário Sérgio Carlos da Silveira, 48, é paulistano e mudou-se para Mogi Guaçu em abril de 2015. “Sofremos uma tentativa de assalto e sequestro relâmpago onde morava em São Paulo. Ter mais segurança fez com que eu me transferisse para cá. Hoje, posso dar uma volta tranquila pelo quarteirão e cumprimentar os vizinhos. Coisas que foram esquecidas em meu antigo local de morar”, conta.

Trabalhando com o ramo de decoração há 20 anos, Sérgio Carlos sempre enfeitava a frente de sua casa em Guaianases, zona lesta da capital paulista. “Minha casa era conhecida como a casa do Papai Noel”

Para manter a tradição, fez o mesmo com a entrada de sua residência na rua José de Paula, Bela Vista, a cerca de 15 dias, e surpreendeu os moradores de Mogi Guaçu pela inovação e o respeito com que a população está tendo.

Sergio (1)“Ninguém mexe em nada, vandaliza ou rouba algum objeto. Durante toda a noite, várias pessoas passam por aqui para ver a decoração e fotografar e, isso, me deixa muito feliz”.

No entanto, o que mais tem atraído o interesse dos curiosos é a estande com mais de três mil livros que ficam expostos para utilização cultural de qualquer pessoa.

“Quem passa por aqui pode pegar o livro que quiser e também fazer doações de outros exemplares”, explica Silveira.

A ideia de mesclar livros e espírito natalino surgiu quando o empresário saía pelas ruas de seu antigo com uma geladeira velha para promover a doação de alimentos, no intuito de incentivar a leitura para a ‘alimentação da alma’.

“Precisamos investir nas crianças que vão nos governar no futuro. Eu tenho muito medo deste futuro que é quase semianalfabeto. Por causa das redes sociais, os livros estão ficando para traz e as crianças estão se esquecendo dos livros. Isso me preocupa demais”, desabafa.

Sergio

No sábado, 19 de dezembro, Sergio receberá mais seis mil livros que virão de São Paulo, acompanhados de uma bota gigante e violão natalinos, respectivamente, com quatro e cinco metros de altura.

Em 2016, Sergio Carlos da Silveira pretende levar a ‘geladeira literária’ para os bairros mais carentes da cidade para despertar nas crianças o gosto pela leitura.

“Paz. Que o aniversariante não seja esquecido. Que o Natal não seja só comércio. Que o ano de 2016 seja bem melhor que 2015. Sempre é isso que eu espero”, finaliza ele.

Sobre Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Confira Também

foto03

Fazer o bem sem olhar a quem

Flávio Ribeiro / Letícia Guimarães A chama da solidariedade, mais comum na época do Natal, ...

2 comentários

  1. Uma perda e tanto para Guaianases esta mudança do Sérgio para Mogi Guaçu.
    Seu trabalho, tanto social, quanto cultural na Zona Leste de São Paulo foi muito importante.
    Como Papai Noel ele realizou muitos sonhos especiais e sua decoração valorizava muito o Jardim do Divino. Eram decorações lindas e temáticas.
    Quanto ao seu trabalho cultural acredito que foi a maior perda do Bairro… Mas quando não há investimento em Segurança acontece isso.
    Por 20 anos vimos seus trabalhos enobrecer Guaianases, sorte de Mogi Guaçu que o recebe agora.
    Parabéns.
    PS – o Sobrenome dele foi grafado errado, é Silveira.
    Por Elisabeth Lorena Alves – Manaus – Amazonas

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *