GeralSaúde

Santa Casa de Mogi Guaçu necessita de doações urgentes

Instituição tem déficit de R$ 3.715.000,00 e precisa no mínimo dessa diferença somente para equilibrar as contas

A Santa Casa de Mogi Guaçu pede encarecidamente que toda a comunidade de Mogi Guaçu e região colabore com doações para que a instituição possa equilibrar o seu balanço financeiro. Há um bom tempo, a organização vem enfrentando dificuldades nesse sentido e diversas campanhas foram realizadas com este objetivo e, no entanto, o saldo ainda continua negativo.

“A Santa Casa de Mogi Guaçu é classificada pela Secretaria de Estado da Saúde como Santa Casa Estruturante. São somente 15 no estado de São Paulo. Daí a importância da nossa instituição para a saúde regional”, explica Aldomir Arenghi, 69, administrador da instituição desde 1º de maio de 2018.

Os adjetivos atribuídos a ela são muitos, principalmente, por quem já precisou de atendimento de excelência na Santa Casa de Mogi Guaçu. E, ao longo de todos esses anos, ela vem lutando para se manter ativa com atendimento eficiente e de qualidade.

E, os números provam a sua a importância. Durante o ano de 2019, foram atendidos cerca de 132.298 mil pacientes entre internações do SUS [Sistema Único de Saúde] e atendimentos básicos do Pronto Socorro. [Veja quadro].

Internações                            Pronto Socorro [Atendimentos]

SUS: 68.896                           SUS: 35.761

Não SUS: 19.891                   Não SUS: 7.740

Total: 88.797                          Total: 43.501                                  

Entre as especialidades de atendimentos são mais de 30, sendo as principais: Cirurgia Geral, Clínica Médica, Ortopedia, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Anestesiologia, Neurologia, Neuropediatria, Cardiologia, Gastroenterologia, Geriatria, Cirurgia Plástica, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, entre outras.

“Contamos com 180 leitos, dos quais, 20 para UTI [Unidade de Terapia Intensiva] -Adulto, 8 para UTI-Neonatal e 152 leitos para internações clínicas, cirúrgicas, maternidade, pediatria e demais causas”.

Para atender a demanda o hospital tem um quadro de 560 colaboradores e 120 médicos. “Somos referência da nossa Diretoria Regional de Saúde – DRS XIV – São João da Boa Vista, composta por 20 municípios e aproximadamente 880 mil habitantes, nas especialidades de Ortopedia, Neurologia, Gestação de Alto Risco, UTI adulto e UTI Neonatal”.

Doações
Em 2019, a Santa Casa teve uma receita de pouco mais de R$ 42 milhões e uma despesa de quase R$ 47 milhões, portanto um déficit de R$ 3.715.000,00. “Precisaríamos dessa diferença somente para equilibrarmos o balanço, mas o ideal seria um saldo positivo para investimentos em novos equipamentos tecnológicos e melhoramento nas instalações físicas existentes, além das ampliações necessárias”.

E, que “nossa situação financeira está crítica. À beira do colapso, pois são anos e anos que esse déficit está sendo acumulado, portanto, devemos muito às instituições bancárias. “Estamos sempre na esperança que os governos federal, estadual e municipal vão enxergar nossas dificuldades e nos ajudar um dia, pois a sociedade já nos ajuda bastante”.

“Hoje, se o governo federal cumprir com a promessa feita no dia 27 de abril passado e, liberar financiamento para as Santa Casas a juros de 10% ao ano, já nos ajudaria muito.
Só que, anunciam, mas não regulamentam. E nós ficamos sempre na espera”

Doações financeiras podem ser realizadas com depósito na nossa conta:
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Mogi Guaçu
CNPJ: 52.739.950/0001-36
Sicredi 748
Agência: 0718
Conta: 97520-2

Outras doações podem ser de alimentos não perecíveis. Como por exemplo, de leite, pois é de fácil armazenamento, tem prazo de validade maior e com um consumo diário de aproximadamente 60 litros.
“Neste momento, a doação de máscaras cirúrgicas, aventais descartáveis e luvas vinílicas também são muito importantes”, solicita Aldomir Arenghi.

Veja lista de materiais necessários e a quantidade utilizada para a manutenção da Santa Casa de Mogi Guaçu.

 

Material Apresentação Consumo Mensal
Álcool 70 Litro 320
Álcool gel dispensser 1200ml 32
Papel toalha interfolha Pacote 437
Avental cirúrgico estéril Unidade 260
Avental Impermeável Unidade 400
Avental descartável Unidade 9500
Luva procedimento P Cx c-50 pares 390
Luva procedimentos M Cx c-50 pares 330
Luva procedimento G Cx c-50 pares 150
Luva estéril M Unidade 2320

Coronavírus
Por enquanto, não há nenhum caso da Covid-19 de paciente internado na Santa Casa de Mogi Guaçu. “Traçamos uma estratégia em conjunto com a Secretaria de Saúde do município. O Hospital Municipal ficou sendo a referência para os casos da Covid-19. A Santa Casa por ser um hospital de Média e Alta complexidade ficou com todos os outros atendimentos e com as cirurgias oncológicas do Hospital Tabajara Ramos”, conclui.


Foto: Divulgação

Aldomir Arenghi é graduado em Economia. Por 13 anos atuou como Gerente Administrativo do Hospital São Francisco e entre 2008 e 2012 foi Secretário Municipal de Saúde.

 

 

Com informações e colaboração da Jornalista Michele Domingues Tressoldi

 

Tags
Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close