GeralMercadoTecnologia

Segurança virtual

Eduardo Castedo diz que a portaria virtual é uma tendência que veio para ficar e trazendo consigo os mais diversos benefícios

Com o passar dos anos, a tecnologia trouxe benefícios para diversos setores da sociedade, como por exemplo, educação, saúde e lazer. E a segurança não está fora desta lista, pois a preocupação com a área em condomínios tem crescido nas capitais brasileiras.

Na tentativa de evitar assaltos e furtos, empreendedores, administradoras e condôminos investem em tecnologias de ponta para controlar o acesso ao condomínio e registrar a presença de visitantes e prestadores de serviços.

“Uma das alternativas mais modernas para a segurança de um condomínio é a portaria virtual. Trata-se de um sistema que substitui a portaria tradicional – com um porteiro presente na guarita –, por uma equipe de funcionários em uma central remota, recebendo os visitantes e moradores por meio de câmeras de alta definição”, conta o empresário Eduardo Castedo, 43.

Graduado em Engenharia Elétrica – com ênfase em computadores – pela FEI [Faculdade de Engenharia Industrial] e MBA [Master in Business Administration] em Gestão de Negócios pela FGV [Fundação Getúlio Vargas], Eduardo Castedo sempre atuou na área de TI [Tecnologia da Informação] e, hoje, é proprietário da Escnet.

“A Escnet é uma empresa integradora de soluções nas áreas de segurança eletrônica de câmeras, alarmes, sistemas de controle de acesso para empresas e condomínios [pedestres e veículos] e cabeamento estruturado”.

“A ideia principal é trazer um produto diferente para o mercado da Baixa Mogiana”

Parceria, empreendimento e segurança
A cada dia novas empresas entram no mercado e diante de um cenário que não para de crescer, é um desafio manter-se em constante desenvolvimento.

Mais do que um atendimento de excelência, produtos e serviços de qualidade e inovação, é preciso contar com o apoio e a parceria de outras empresas, sendo esta, uma atividade que faz a diferença na hora de expandir e garantir sua fatia no mercado. “Estabelecer conexões de negócios é uma iniciativa que pode gerar bons frutos”.

Atento a estas mudanças, Eduardo Castedo fechou uma parceria com os empreendedores Matheus Ávila e Fernando Ribeiro, proprietários da empresa TerraPar Negócios Imobiliários, que atua no ramo de loteamentos, com foco no desenvolvimento de condomínios e loteamentos fechados de médio e alto padrão, visando segurança, qualidade de vida e sustentabilidade.

“A Escnet é a parceira de tecnologia da TerraPar. Apresentamos as principais soluções utilizadas nos principais condomínios no eixo Campinas-São Paulo, de forma que seus diretores possam adotar os melhores produtos e tecnologias para seus empreendimentos”.

O primeiro trabalho de parceria já está em andamento com a venda de terrenos do Loteamento Fechado Reserva da Lago. “Estamos juntos desde o início do projeto da planta. Contribui com o nosso conhecimento, opinando sobre as tecnologias de segurança, tipos de produtos e infraestrutura mais adequada para cada situação, sempre buscando a melhor solução custo/benefício”.

Destaca ainda que “no momento da venda as pessoas tem presumido ser muito interessante o setor segurança já estar incluído na planta do projeto e, isso, impactou positivamente nas comercializações, sendo um diferencial em relação a concorrência”.  Eduardo Castedo adianta que os negócios entre a Escnet e a TerraPar devem continuar. “Pretendemos expandir esta parceria para outros empreendimentos, pois são produtos correlatos e o cliente final está cada dia mais exigente e conhecedor de tecnologia e, por isso, participarei dos principais eventos nacionais de segurança para sempre trazer novidades e tendências do mercado como um todo”.

Tags
Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close