GeralMercadoTecnologia

Tecnologia com amor e emoção

Rodrigo e Roberta Arenghe estão investindo na veia emocional da StoryTellers

Ganhar a lealdade do cliente, viabilizar inovações e otimizar a aplicação de recursos e investimentos são alguns dos principais pilares da economia digital.

“Em um mercado tão competitivo, ganhar a lealdade do seu público não é uma tarefa fácil, e a economia digital já está ajudando diversos negócios a proporcionar experiências cada vez mais personalizadas”, fala o publicitário Rodrigo Bueno Arenghe, 33.

Ele é casado com Roberta Maciel Arenghe, 31, de quem é sócio na produtora Santo Rei Filmes, empresa especializada em filmagens de eventos sociais e institucionais.

Roberta Arenghe comenta que um dos grandes pilares da economia digital é a utilização de recursos de forma mais eficiente. “Esses recursos não se limitam apenas ao financeiro, estamos falando também de recursos tecnológicos, naturais e até mesmo de tempo. A ideia é fazer mais simples e melhor para obter mais com menos, e a chave para atingir esse objetivo é a tecnologia”.

Rodrigo Arenghe é graduado em Publicidade e Propaganda [Puccamp], e sua sócia em Rádio e TV [Faculdades Anhembi-Morumbi / SP].

Dentro da produtora, o casal é responsável pela filmagem e edição dos vídeos e também de tudo relacionado às empresas, desde o primeiro contato com o cliente no envio de orçamento, atendimento, captação, edição até a entrega oficial do filme editado.

“Eu me vejo uma eterna aprendiz nesse ramo onde a cada dia temos mais novidades e mais modernidade. Nós como empresa, buscamos sempre mais conhecimento e evolução para poder aplicar todos os aprendizados e entregar um resultado excelente para os nossos clientes e parceiros”, diz Roberta.

Já o empresário diz ser “um cara que sempre busco novas frentes de mercado onde acho que possamos aplicar a nossa linguagem de vídeo dentro da necessidade de cada cliente”.

Para o casal, a economia digital é algo que veio para ajudar e muito. “Dizemos isso porque antigamente era restrito visualizar algum material do audiovisual, como por exemplo, teríamos que ter uma TV ou um projetor, além de ter que ter as mídias físicas: CD, DVD, Blu-Ray, entre outros”.

Com a vinda da economia digital, hoje qualquer pessoa do mundo, consegue ver o material por meio da internet, possibilitando uma pulverização maior do material audiovisual. “E as empresas tendo a ciência disto, estão cada vez mais buscando humanizar a sua marca para que isso os aproxime ainda mais o cliente da marca”.

“Tentamos sempre atender as expectativas do cliente,
mas surpreender e emocionar é o nosso maior objetivo”

Santo Rei Filmes
A história da Santo Rei Filmes iniciou-se em 1988, quando Valdir Maciel [pai de Roberta], tinha a produtora RV Vídeo. “No entanto, só a partir de 2003, que comecei a me interessar em ajudá-lo nas edições e, assim, foi surgindo o meu interesse em aprender mais sobre esse mundo. Então, fui fazer a faculdade de Rádio e TV” em 2007”, conta ela. Conta ainda que “morei quatro anos em São Paulo. Lá pude conhecer muito mais dessa área do audiovisual, trabalhando na Rede Record”.

Rodrigo relembra que “há oito anos eu trabalhava com Publicidade em Campinas, na área de design e criação. Foi aí que me despertou o desejo de conhecer sobre o audiovisual”.

Na época, Valdir Maciel estava passando por um período de mudança no mercado e percebeu o interesse do casal pela produtora. Em 2013, os dois casaram-se e passaram a integrar parte da equipe da empresa.

“Com todas as inovações, repaginamos os serviços, trazendo mais modernidade e mudando o nome da empresa para Santo Rei Filmes. Hoje, além de atingirmos exclusivamente a área de eventos sociais, estamos também atendendo grandes empresas no mundo corporativo. Além dos eventos, estamos com uma variedade de clientes no ramo empresarial, com a veia emocional StoryTellers, que trazemos da experiência em casamentos”.

Segundo o casal, o maior diferencial da empresa está no atendimento, qualidade do serviço entregue e sem dúvida nas edições cheias de sensibilidade e emoção.

2020
Sobre as principais parcerias e produtos que a empresa pretende oferecer para os seus clientes comentam que:

Rodrigo Bueno Arenghe:
“Nossos planos para curto e médio prazo são aumentar a porcentagem de empresas que atendemos, levar as inovações que hoje encontramos dentro das mídias sociais, como os Stories do Instagram, ou até mesmo, o WhatsApp. Também de conseguir adequar a nossa linguagem para estes formatos web, onde vemos que é uma ferramenta incrível que ajuda a engajar eventos em tempo real, trazendo uma visibilidade muito grande para o cliente. Percebemos que o ‘imediatismo’ está presente cada vez mais em eventos e estamos nos adequando para isso”.

Roberta Maviel Arenghe:
“Hoje em dia, com a tecnologia e informações mais acessíveis, estamos com uma proposta bem interessante para os eventos corporativos, na qual, entregamos os vídeos em tempo real, pois durante o evento montamos uma equipe de filmagem e edição e, enquanto, está acontecendo o mesmo, já vamos editando pocket vídeos para serem postados nas redes sociais dos clientes. Assim, o cliente pode contar de uma forma mais profissional, com um layout padronizado e clean o que está rolando”.

Santo Rei Filmes
Avenida Presidente John F. Kennedy, 80, Sala 01
Jardim Centenário – Mogi Guaçu – SP
(19) 3362.5804 / E-mail: contato@santoreifilmes.com

Tags
Mostrar mais

Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close