Quinta-feira , 14 Dezembro 2017
Últimas Publicações
Home / Cultura / Vinho, a dieta alimentar do homem

Vinho, a dieta alimentar do homem

João Guilherme e Marcelo dizem que a vida é curta demais para tomar vinhos ruins

Na atualidade, existe um crescente interesse pelo vinho, quer na sua vertente econômica e social ou nas atividades culturais que decorrem da sua natureza específica e da sociabilidade que entre os seus apreciadores estabelece-se.

No plano científico, são evidentes os benefícios para a saúde de um consumo regular e moderado de vinho. Convém não esquecer que é fundamental a escolha do tipo de vinho de acordo com o prato servido.

“O vinho é um complemento gastronômico por excelência e é muito utilizado como tempero, na confecção de certas iguarias da culinária”, comentam os amigos João Guilherme Zétula e Marcelo Porto Pieroni.

Os dois são sócios no La Abuela Armazém [Mogi Mirim], inaugurado em julho passado. O nome vem da língua espanhola e significa ‘avó’. “O local era a casa da minha avó Luzia Salgado de Moraes Porto. Por isso, batizamos de La Abuela”, conta Pieroni.

Segundo eles, o armazém é um ambiente requintado e diferente dos habituais de Mogi Mirim e região. “Proporcionamos dicas de consultoria dos produtos, sempre voltada para a satisfação dos clientes e oferecemos um serviço que deixa as pessoas à vontade para sentirem-se realmente na casa da avó”.

Marcelo Pieroni é graduado em Ciências da Computação e, no momento, faz o ‘Curso de Formação de Sommelier’s e Profissionais e de Harmonização de Sabores em Geral’ pela ABS [Associação Brasileira de Sommelier’s].

João Guilherme Zétula é Médico e, agora, tornou-se empreendedor.

Segundo eles, em termos gastronômicos estipularam-se regras que ditavam que um prato de peixe deve ser servido com vinho branco, os mariscos com vinhos verdes ou brancos acídulos, as carnes acompanhadas por vinhos tintos e as sobremesas servidas

com vinhos licorosos ou fortificados.

“Hoje, novas tendências do mercado defendem que seja dada ao consumidor mais liberdade de escolher o vinho para acompanhar a refeição, que é a bebida perfeita para abrir possibilidades inesperadas”.

É comprovado que o ser humano é ligado nos prazeres da vida e sobre isto dizem que “o maior deles é alimentar-se bem. A lembrança que a comida traz em sabores e das ocasiões com a família e amigos com certeza é acompanhado de um bom vinho, sendo ele, um caminho para a memória”.

 

Saúde e harmonização

João Guilherme ressalta que o vinho é um antioxidante e que ajuda na melhora da circulação. “Esta bebida é a primeira bebida do mundo que um ser humano tomou. Jesus Cristo o utilizou na Santa Ceia”, diz o médico.

Marcelo Pieroni morou por dez anos em Lucena [Espanha], período em que aprendeu sobre a cultura local, trazendo na volta para o Brasil, conhecimentos da vivência daquele povo. “Na Espanha, é muito comum às pessoas consumirem vinho devido às reações benéficas que o produto traz para a saúde”.

Destaca que o vinho harmoniza e une as pessoas. “Sempre que uma família reúne-se, os entes celebram o encontro com vinho, porque ele harmoniza com as comidas e com a festa. O vinho é da época dos reis. Historicamente, ele é tradicional e faz muito bem a sáude de todos nós”.

 

La Abuela

Os sócios contam que na adega há vinhos de países com uma seleção que incluem itens do Velho ao Novo Mundo, respectivamente, Europa e América.

Além dos diversos vinhos, os amigos implantaram na empresa um equipamento degustador, tratando-se de uma máquina com as garrafas, que os clientes utilizam por meio de um ‘cartão de fidelidade’.

“Com o cartão, as pessoas provam dos vinhos em nossas taças ou simplesmente veem ao La Abuela para harmonizar com os amigos e familiares”.

O aparelho foi importado da Califórnia [EUA], e permite aos clientes degustarem alguns dos vinhos e escolher o preferido para adquirir. As pessoas colocam créditos no cartão para serem consumidos e quando acabam é só recarregar.

“Este equipamento é o primeiro no Brasil com nova tecnologia de conexão rápida de garrafas. Uma máquina completa e com o cartão fidelidade, ela memoriza o histórico de cada cliente”.

 

Completo

Carta com os mais variados nacionais e importados e, ainda, produtos para agradar todos os estilos e gostos dos clientes como: cervejas gourmet, geleias e manteigas artesanais fabricadas em Mogi Mirim, que colocaram nas prateleiras para valorizar o trabalho local.

“Sem contar que temos queijos, cafés, chocolates, doces, artigos sem glútem e sem açúcar [celíacos e diabéticos], sucos, molhos, especiarias, sais artesanais, azeites, massa fresca e normal,
antepastos e águas diferenciadas”, concluem João e Marcelo.

“La Abuela, o armazém do seu jeito”

 

 

Fotos: Adriano Polettini

 

La Abuela Armazém
Praça São José, 264,
Centro – Mogi Mirim / SP
(19) 3804.2448

www.laabuela.com.br
Facebook e Instagram: @laabuelabr

 

 

Sobre Flávio Ribeiro

Graduado em Comunicação Social - Jornalismo pela Pucc - Campinas. Editor-Chefe e Repórter da Revista O Pólo - Agência ODBO, é o responsável pela checagem e produção das reportagens e artigos e, também, da edição final da revista. Exerceu a função de Assessor de Imprensa de Gestão Pública e trabalhou em meios de comunicação como o Jornal Gazeta Guaçuana, Jornal Cidade e estagiou na EPTV Campinas.

Confira Também

Solange Chiorato escolheu a área clínica para ter contato direto com as pessoas

Nutrição, ferramenta salutar da vida

Ainda hoje há uma grande parte da população que busca orientação nutricional voltada mais para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *