Colunistas

Você que fica esperando

Você que prepara para mudar sua vida, pois percebe que as coisas não estão do jeito que lhe agrada. Falta algo, e esse algo lhe incomoda a ponto de fazer os pensamentos sempre se voltarem para tal empecilho, essa ‘pedrinha no sapato’ que teima em importunar. Entretanto, você sabe que é só querer e num piscar de olhos tem condições de eliminar esse incômodo. Porém, fica esperando o inverno passar.

Você que sonha ter muitas conquistas. Sonha em tomar as atitudes certas para ganhar um bom dinheiro, seja num emprego ou por um de seus dons que poderá trazer conquistas financeiras, pois potencial você tem. Com isso poderá viajar, conhecer vários lugares e se divertir.

Porém, fica esperando consertar o telhado.

Você que deseja finalmente parar de fumar, começar a fazer exercícios, jogar futebol com os amigos nos finais de semana, fazer uma dieta para emagrecer, buscar perder um pouco dessa barriguinha saliente. Quem sabe com isso ficar mais bonito e poder beijar muitas mulheres.

Porém, fica esperando terminar de pagar a geladeira.

Você que quer ser bom em tudo o que faz, quer aprender a fazer coisas novas e agradar todo mundo, como cozinhar, construir móveis com as próprias mãos, escrever belos poemas, ter um vasto conhecimento, dessa forma vai ser reconhecido e respeitado por todos.

Porém, fica esperando o capítulo final da novela.

Você que fica esperando para poder mudar, fica adiando a cada obstáculo ridículo que aparece em seu caminho. Você que não consegue tomar atitude, falta coragem, falta impulso, algo lhe impede de se jogar, algo impede você de ser você mesmo. Com isso não percebe que seus cabelos estão brancos.

Lembre-se:

Quando for dar o último suspiro e pensar em tudo o que deixou para depois, em tudo o que adiou para um momento melhor em tudo aquilo pelo que ficou esperando…

Apenas a morte deixará de te esperar.

Tags
Mostrar mais

Rodrigo Alves de Carvalho

Rodrigo Alves de Carvalho nasceu em Jacutinga (MG). Jornalista, escritor e poeta possui diversos prêmios literários em vários estados e participação em importantes coletâneas de poesia, contos e crônicas. Escreveu para jornais de Jacutinga, Itapira, SP; Mogi Mirim, SP; Pouso Alegre, MG; Ouro Fino, MG; Espirito Santo do Pinhal, SP; Campinas, SP e Belo Horizonte, MG.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close