Terça-feira , 19 Setembro 2017
Últimas Publicações
Home / Colunistas / Você tem medo de quê?

Você tem medo de quê?

De tudo na minha vida, nunca imaginei que iria passar por um furacão. E com nível 4!

Na verdade, muitas coisas na vida, não imaginamos que um dia iremos passar. Mas quando temos que passar, não adianta, é inevitável.

Mesmo com todo o monitoramento que fazem aqui, seguindo cada passo do furacão, tudo pode mudar a qualquer momento. Não adianta, a natureza é imprevisivel. A única coisa que não muda é a fé.

Mas, saber que um furacão, daquele nível, estava sobre nós é aterrorizante. É impossível não ficar assustado. Primeiro você pensa:

-“Por que não saímos daqui antes?”.

E, na sequência, milhões de pensamentos como esse.

-“E se ele mudar o percurso e chegar aqui?”.

-“Como agir nessa situação?”.

-“Como não demostrar isso para os meninos?”.

-“Como comer?”.

– “Como ficar calma?”.

Afinal, nossa distância era de apenas 56 km das áreas atingidas.

Sinceramente? O medo tomou conta de mim.

É um medo estranho. Um medo que eu nunca tinha sentido.

Mais do que medo, é uma sensação de impotência. De tudo o que poderia ser feito, você já fez. E, então, você tem que aguardar. Aguardar não se sabe o quê. E rezar, a única coisa que acalma nesse momento.

Nessas horas, o que te deixa em pé, é a fé. A fé de que, independente do que aconteça, Deus vai amparar. Vai amparar na dor, vai amparar na força, vai amparar no depois, onde quer que ele seja.

Depois que tudo passa, mais uma vez se torna inevitável não tirar uma lição.

As minhas foram:

  • Todo dia é um presente. Abra-o com cuidado e viva o mais feliz que puder, ele pode ser o último.
  • Agradeça a tudo o que você tem. Não é dar valor às coisas materiais, mas valorizar o que você conquistou.
  • Não espere um momento ou situação para ser feliz. Já somos felizes hoje.
  • Seja feliz hoje!
  • Para tudo tem solução, mesmo que, por algum momento essa solução pareça impossível.
  • Não existe situação de perigo melhor ou pior que outra. Fomos feitos para viver e, independente da situação que nos coloca em risco, vamos ficar com medo. Nesse caso, o perigo veio monitorado, em muitos outros, ele vem sem avisar.

Sentimos muito por todos que sofreram consequências com essa situação. Mas, é minha obrigação agradecer e ser feliz por ter tido mais uma chance de estar aqui.

Até semana que vem!

Sobre Rubia Wakizaka

Rúbia Mara Andrade Felisberto Wakizaka é guaçuana e há três anos mora em Lake Mary [Flórida]. É casada com o empreendedor Fabio Wakizaka e mãe de dois filhos, Ichiro e Kenzo. Fala inglês fluente, é artesã e culinarista. Nos Estados Unidos, trabalha na área digital como bloguer e youtuber, trazendo experiências do setor de craft, abrangendo técnicas de costura, bordado e crochê, por meio do seu canal ‘Faça-Você-Mesmo’.

Confira Também

0003CEB6D3A814

Mudar

Estou me mudando mais uma vez. Falo dessa maneira, porque essa será minha 9a mudança ...

2 comentários

  1. Rúbia querida:

    Daqui, no Brasil, pensei em vc e na sua família e tbm nos seus familiares em Mogi-Guaçu, que devem ter ficado muito aflitos, mas o seu medo foi absolutamente normal, frente ao perigo que lhes ameaçavam, porém num momento difícil como este que vcs passaram sempre: “CONFIE FIRME E DECIDIDAMENTE EM DEUS” e no seu AMPARO.
    Desejo que agora que está tudo mais calmo, fora de perigo, vc que tirou sábias lições desta experiência, viva cada dia como vc mesma diz, como um” PRESENTE” junto à sua amada família.
    Bjs, e muita Alegria e Luz!!!!! Sílvia

  2. Alba Antonia de Andrade Felisberto

    Oi,Rubita!
    Parabéns a você ,sua família e todos que passaram por tudo isso,para contar suas histórias.
    Parabéns ,por ter conseguido superar esses momentos e ainda tirar lições de vida.
    Muitas orações,pelos que morreram,muita paz aos que ficaram sem os seus familiares.
    A cada dia a vida nos ensina lições brilhantes,que bom quando aprendemos.
    A fé remove montanhas!
    Sempre te seguindo!
    Te amo filha!
    Bjs!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *